quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Tempo...Memórias...

Fim de ano chegando, quase dezembro, outro dia estava atrás do trio, ontem estava curtindo o "frio" do São João, parece que acabei de chegar de férias. Tempo, diminui a velocidade ou até o final do dia vou virar balzaquiano antes do tempo regulamentar...                                                

Deve ser a "magia" de fim de ano, esse sentimento de saudade daqueles que já fizeram parte da nossa história, saudade da própria história. Há que se confessar que sou daqueles fascinados pela história, pelo passado e pelos antepassados. 

Hoje, justamente quando buscávamos informações sobre um dos centenas de invisíveis desta cidade, as nossas próprias histórias batem a nossa porta como que por encanto e todas aquelas lembranças voltam sem pedir licença. Sem perceber, me dei conta que nossas lembranças tem cheiro, gosto, som e até a ausência de som são componentes importantes.

Sempre gostei do cheiro de "maresia", aquele produzido pelas algas no mar. Me dei conta que esse cheiro me transporta para as férias de minha infância quando chegava na Ilha de Itaparica, em Vera Cruz, mais precisamente em Conceição, onde passei boa parte de minhas férias de verão junto com familiares: avós, tios, primos...etc, e as diversas e divertidas histórias (lembranças)...

O cheiro da chuva, ao contrário, lembra da minha infância em Ipirá. Desde pequeno quem mora no sertão aguarda ansiosamente a chuva e com ela toda a mudança no tempo seco e árido do sertão. Cheiro de chuva significa esperança, colheita e fartura...

Som. Música. Falar de música que faz parte da história é "chover no molhado", todo mundo tem as suas. E a ausência de som? Quando passo pelas grandes avenidas de vale de Salvador sinto falta do canto das cigarras, fico feliz quando escuto uma que seja em uma dessas madrugadas da cidade. O que teria acontecido com as cigarras que ninavam meu sono de volta para casa em Salvador? Neste caso, pode-se chamar de "memória surda".

Será o efeito do tempo?

4 comentários:

  1. Muitas coisas andam me aborrecendo, cheguei para reclamar e encontro sua postagem, encheu meu coração de ternura e boas recordações. Como é bom ter lembranças ! Guardo as minhas com muito zelo e, de vez em quando , abro o baú das recordações e as acaricio.
    Tenha um bom dia !

    ResponderExcluir
  2. Senti muito sua falta no II Encontro...e antes q eu esqueça,amei este post!!Um beijo grande!!

    ResponderExcluir
  3. Desejo um feliz 2011 e mais tempo para você poder postar. Sinto falta dos seus comentários !

    Saúde e paz !

    ResponderExcluir
  4. Carla Cristina B. de Sousa1 de fevereiro de 2011 17:56

    Adoro seus sábios comentários...
    bjssss Fica com Deusss

    ResponderExcluir

Comente. Concorde. Discorde. Pense. Reflita